Dial P for Popcorn: THE GUARD (2011)

terça-feira, 6 de Março de 2012

THE GUARD (2011)




"I'm Irish. Racism is part of my culture. "

Estamos a falar de um dos filmes mais sarcásticos de 2011. E de uma verdadeira lufada de ar fresco dentro daquilo que foi um pobre ano cinematográfico. Não é um filme apropriado para espectadores que se sintam mais sensíveis em temas controversos, como o racismo, o xenofobismo ou a morte. The Guard dispara em todas as direcções, sem pudores.


Gerry Boyle (Brendan Gleeson) é um solteirão na meia idade que encara a vida de polícia de uma forma muito característica. É o seu emprego, sim senhor, mas não precisa de o viver de forma intensa e desregulada para ser eficaz e competente. Aproveita ainda o facto de ser o único polícia de uma pacata vila (leia-se, experimentar certos e determinados estupefacientes, seleccionar muito bem os crimes e as situações em que se envolve), de modo a evitar chatices e confusões. E assim vive uma vida feliz. Mas tudo muda depois de um misterioso assassinato, num cenário macabro e incompreensível. A isto junta-se a chegada do jovem Aidan McBride, o seu novo companheiro, proveniente de Dublin e que está a dar os seus primeiros passos como polícia.


Não querendo revelar-vos aqui todo o filme, The Guard conta com a participação de alguns nomes que o leitor não espera ver neste género de filme, tão independente e tão british. Conta-nos uma história básica sobre suborno, polícias corruptos e tráfico de drogas, mas que é apimentada com momento deliciosos de humor negro e sarcasmo, que o embelezam e o tornam singular. Que o transformam num filme bastante agradável e que fazem qualquer um sentir que viu algo de diferente e que saiu a ganhar com esta película. E são poucos, em 2011, os filmes que nos permitem tamanha reflexão. Uma óptima escolha!

Nota Final:
B+



Trailer:





Informação Adicional:
Realização: John Michael McDonagh
Argumento: John Michael McDonagh
Ano: 2011
Duração: 96 minutos

2 comentários:

Zekka disse...

Já vi o filme e concordo contigo em tudo. É mesmo uma óptima escolha.

DiogoF. disse...

Ahh, extraordinária escolha ! Sublinho, incrivelmente refrescante, cheio de piada, um belo twist no buddy cop movie, grandes personagens. A seguir o bom caminho do irmão. Sugiro o "Six Shooter", com que o Martin ganhou o Óscar para Curta e, mais, a leitura da sua brilhante peça de teatro, "The Pillowman".