Dial P for Popcorn: HORRIBLE BOSSES (2011)

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

HORRIBLE BOSSES (2011)





"You can't win a marathon without putting some band-aids on your nipples! "


Hilariante, imprevisível e original. Horrible Bosses é uma comédia tipicamente americana, com um nível superior àquilo a que esse país do "cinema" nos habitua anualmente, mas que vale a pena o dinheiro do bilhete do cinema. A boa disposição é garantida, mesmo para os mais cépticos.


Três chefes terríveis, que atormentam os seus funcionários com chantagens e ameaças, são o ponto de partida. Nick Hendricks (Jason Bateman) é um empenhado e eficiente funcionário num dos muitos escritórios deste mundo. Trabalha com afinco, diariamente, para conseguir a tão ambicionada promoção a vice-presidente da sua empresa. Dale Arbus (Charlie Day - a melhor interpretação do filme) é um homem cujo único sonho era o de ser um bom marido. Atingido esse objectivo, empregou-se como ajudante de uma dentista ninfomaníaca que constantemente o convida para aventuras sexuais. Kurt Buckman (Jason Sudeikis) é um homem feliz no seu emprego, até ao dia em que o seu adorado chefe falece e deixa todo o seu legado a um caprichoso e inconsequente filho.


Amigos de longa data, e após várias horas de reflexão com diversa cerveja à mistura, os três companheiros decidem que não têm outra alternativa: terão que matar os seus chefes para poderem garantir alguma sanidade mental. E a partir daí um filme que não parecia nada convidativo, transforma-se numa sucessão de momentos que têm tanto de surpreendente como de divertido, e que eu arrisco escrever, vão também convencer o leitor. A juntar a estes trio de grande nível, Horrible Bosses conta ainda com Kevin Spacey, Jamie Foxx e Colin Farrell em três interpretações bastante singulares. Uma das melhores comédias de 2011.


Nota Final:
B+



Trailer:




Informação Adicional:

Realização:
Seth Gordon
Argumento: Michael Markowitz
Ano: 2011
Duração
: 98 minutos

4 comentários:

Sarah disse...

Adoro o Jason Bateman, é um actor fenomenal. Ainda não tive oportunidade de ver Horrible Bosses, mas vi The Change up juntamente com Ryan Reynolds. Mas pronto, estou mesmo curiosa em relação a este, porque tambem ouvi dizer que Jennifer Aniston está bastante bem, saindo um pouco daquele registo que regularmente apresenta!

Sarah
http://depoisdocinema.blogspot.com

João Samuel Neves disse...

Olá Sara. A Jennifer Aniston está totalmente ordinária ahahahah. Eu não gosto dela e acho que o papel que ela fez no filme qualquer mulher do seu calibre e sem grandes problemas conseguiria fazê-lo! Mas para mim o Charlie Day e o Colin Firth são as grandes interpretações deste filme. No caso do último, quase merecia um filme só sobre esta personagem que ele interpreta! Obrigado pelo comentário!

Carla Marinho disse...

Olá! Post indicado aos leitores do Grupo de Blogs de Cinema Clássico:
http://blogsdecinemaclassico.blogspot.com/2011/10/links-da-semana-de-26-de-setembro-2-de.html

Boa semana!

Jorge Rodrigues disse...

Curioso que ao contrário do Samuel eu acho que a Jennifer Aniston é uma das partes mais fortes do filme; eu não a acho boa actriz, não sou propriamente grande fã dela mas acho que o papel podia ter saído algo bem diferente nas mãos de outra actriz. E que tenha sido nas mãos dela ainda mais me impressiona.

O Colin Farrell é, claro, o MVP do filme. O actor mais mal usado em Hollywood, na minha opinião.

E..

SARAH -- Recomendo vivamente. O Jason Bateman também é um dos actores que mais admiro. Está bastante bem.


Cumprimentos,

Jorge Rodrigues