Dial P for Popcorn: THE MECHANIC (2011)

sábado, 19 de março de 2011

THE MECHANIC (2011)



"I'm going to put a price on your head so big, that when you look in the mirror your reflection's gonna want to shoot you in the face."


Arthur Bishop (Jason Statham) é um assassino perfeito: recebe fortunas para provocar mortes naturais, concebe-as de forma genial e ilude polícia, investigadores e inimigos. Um homem sem falhas, respeitado e temido.


Tudo corre bem, até Arthur ser contratado para o mais difícil de todos os trabalhos: Matar Harry McKenna (Donald Sutherland), seu mentor e orientador, cuja morte era necessária após a denuncia e a traição que Harry havia feito a Dean (Tony Goldwyn), seu sócio na empresa para a qual Arthur trabalha. Como profissional, Arthur cumpre a sua missão e Harry morre após um (aparente) ataque de car-jacking.


Após o funeral, Arthur conhece o filho de Harry, Steve McKenna (Ben Foster) que, entregue ao álcool e aos fúteis vícios de uma vida abastada, está decidido a vingar a morte do seu pai. Apercebendo-se do seu natural fracasso e sentindo-se culpado pelo infeliz rumo que a vida de Steve iria tomar devido à ausência do seu pai, Arthur acolhe-o, treina-o e prepara-o para ser seu parceiro de negócios.


The Mechanic estreou na passado dia 17 de Março nos cinemas portugueses e tem tudo para ser um bom sucesso de bilheteira: Acção, Emoção, Intensidade, Bons Actores (Jason Statham nasceu para fazer este tipo de papéis e Ben Foster é, para mim, um dos mais promissores actores do cinema actual). Pena é a sua história ser tão previsível, tão mastigada e tão repetida. Já vimos o argumento de The Mechanic em, pelo menos, 150 filmes. Mas não deixa de nos entreter e divertir durante um bom bocado.


Nota Final:
C

Trailer:




Informação Adicional:
Realização: Simon West
Argumento: Richard Wenk e Lewis John Carlino
Ano: 2011
Duração: 93 minutos

4 comentários:

Anónimo disse...

I just added your feed to my favorites. I really enjoy reading your posts.

Jorge Rodrigues disse...

Até me despertou a curiosidade, por algumas críticas simpáticas que tinha lido, mas com esta crítica e a tua nota final... Não me parece que o vá fazer. Tenho pena que o Ben Foster tenha investido nisto porque ele é um actor bastante melhor que este tipo de filmes.


Cumprimentos,

Jorge

João Samuel Neves disse...

Como já te disse hoje, o filme é muito repetitivo. E muitíssimo previsível. É pena, porque o elenco até é bom! ;)

DiogoF. disse...

Nem vou perder minutos com isto :x