Dial P for Popcorn: Desafio: Veneza'2011?

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Desafio: Veneza'2011?


Como sabem, começou anteontem o 67º Festival de Veneza e prolonga-se até dia 11, contando entre os filmes presentes no festival grandes filmes em potência como "Black Swan" de Darren Aronofsky, "Miral" de Julian Schnabel, "Somewhere" de Sofia Coppola, "Meek's Cutoff" de Kelly Reichardt, "Barney's Version" de Richard Lewis, "The Town" de Ben Affleck, "Machete" de Robert Rodriguez, "A Letter to Elia", documentário de Martin Scorcese, "I'm Still Here", documentário de Casey Affleck e "The Tempest" de Julie Taymor - deixo-vos em seguida os programas completos da secção Out of Competition aqui e da secção principal, o Venezia 67, aqui. E estes dez títulos que ressalvei seriam provavelmente os filmes que eu procuraria ver se estivesse lá.


Por isso é que deixo aqui um pequeno desafio aos leitores cinéfilos deste blogue... Estou a tentar planear a ida a Veneza, a este festival, em 2011. Aceita-se companhia para a ida ao Lido, a Veneza, à Biennale, para presenciar este magnífico espectáculo que deve ser o Festival de Veneza. E ainda por cima se tiver filmes como "Black Swan" associados ao evento... Deixo-vos aqui os preços dos bilhetes.


Alguém está interessado?

10 comentários:

Tiago Ramos disse...

Qual é o preço dos bilhetes então? :P

João Samuel Neves disse...

Não estamos em aulas? :P

Jorge Rodrigues disse...

@Tiago, eu deixei o link ;)

@Samuel, de 1 a 11 ainda não estás ;)

Abraço,

Jorge Rodrigues

João Samuel Neves disse...

em principio para o ano vou fazer erasmus. mas se não for, vou ponderar isso seriamente! ;)

DiogoF. disse...

Como é óbvio, adoraria ir. Mas é algo que só conseguia decidir na altura, por questões orçamentais :p

De qualquer forma, Itália é caríssimo. Berlim ou Cannes seria pior ? (talvez os bilhetes sejam mais caros, lá está).

Jorge Rodrigues disse...

Não, CANNES é complicadíssimo. Mas gostava, contudo, de tentar. BERLIM é simples mas os filmes lá são um bocado fatelas.

VENEZA, SUNDANCE e TORONTO são os melhores, a nível de tudo.


Abraço,

Jorge Rodrigues

Joana Vaz disse...

Já sabes que sim.:)

Tiago Ramos disse...

Cannes é complicado e só conseguiríamos quanto muito assistir aos filmes do Film Market, que são terríveis... as produtoras mandam a porcaria toda! Conheço quem vá a Cannes por ser assessor do Fantasporto e aquilo funciona por níveis... e segundo ele, não há jornalista português que tenha acesso 1 ao festival, o que quer dizer que aquelas críticas aos filmes em competição em Cannes... são copiadas de outros. Porque não há forma de eles o terem visto.

Jorge Rodrigues disse...

Pois Tiago foi como eu disse. Cannes adorava mas não sendo da indústria não há grande possibilidade de termos acesso a grandes filmes.

Berlim nunca tem grande certame, pelo menos nomes de peso americanos.

Telluride acho que é caro mas compensa.

As melhores apostas, segundo gente que já correu os festivais todos, é Sundance, Toronto e Veneza. E Tribeca/Nova Iorque.

Mas este último só podes comprar bilhetes na altura, por isso torna-se mais complicado de gerir a tua presença por lá.

Como Toronto e Sundance são no Canadá e em Salt Like City respectivamente, é mais fácil se calhar a viagem a Itália, digo eu. E compensa também nos preços. E mesmo o acesso é bastante mais simpático.


Obrigado pelo comentário e abraço,

Jorge Rodrigues

Tiago Ramos disse...

Berlim é mais marginal. Olhando para os últimos vencedores... são bons filmes, mas sem grande impacto internacional. Eu apostaria mais em Veneza, mas é uma questão que só saberia na altura... :)