Dial P for Popcorn: Personagens do Cinema - Trevor Reznik

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Personagens do Cinema - Trevor Reznik


Inauguro mais uma rúbrica (que espero poder tornar-se semanal) sobre algumas das mais carismáticas personagens do cinema.
Passei as ultimas semanas a pensar sobre por quem começar (visto que existe um vasto leque de personagens por onde pegar), mas nos últimos dias tem-me vindo à imagem, vezes sem conta, Trevor Reznik. Não é, de longe, uma das mais importantes prestações da história (para mim é, mas alguns críticos de cinema preferem outras). Sem dúvida existem várias dezenas de outros grandes actores, com grandes personagens, que talvez merecessem a distinção do primeiro post desta rúbrica.

No entanto, para mim, Trevor Reznik merece-o. E porquê?

Em primeiro lugar, porque é um trabalho fantástico, por parte de Christian Bale em conseguir entregar-se desta forma a uma personagem. Não se esqueçam que, este mesmo Bale, poucos meses depois iniciou as gravações como Bruce Wayne e músculos é coisa que não lhe falta nos filmes de Batman.

Em segundo lugar, porque Trevor Reznik faz o Filme. "He is the man", totalmente. Em The Machinist (um filme sobre o qual em breve espero falar-vos), Trevor é um homem consumido pela culpa, angustiado pelas suas acções, deprimido com a vida que leva, desiludido com o seu destino. É um homem que não dorme há muito, muito, muito tempo.

Há poucas personagens que, vários anos depois de a termos visto num filme nos aclarem facilmente a memória com um simples fechar de olhos. Depois de ter visto The Machinist há muitos anos, já por várias vezes a imagem de Trevor Reznik apareceu na minha mente. Por várias vezes tentei perceber como foi possivel a Christian Bale, encontrar forças e motivações para levar a sua personagem a este ponto (e não acredito que seja unicamente o €). Ainda hoje não consigo perceber.

Trevor Reznik é a primeira, das muitas, Personagens do Cinema!

13 comentários:

Jorge Rodrigues disse...

Bem-vindo de volta ;)

E gosto da nova rubrica! E da escolha. O Bale é um excelente actor a quem muitas vezes não se dá crédito.


Abraço,

Jorge Rodrigues

Roberto F. A. Simões disse...

E que personagem escolheste para iniciar a rubrica.

Uma entrega impressionante e assombrosa, para além de muitos limites: uma entrega total, do actor Christian Bale.

O teu blogue tem imenso dinamismo, há muito que não via isso nesta blogosfera! Que idade tem este fantástico Dial P for Popcorn? Estás de parabéns.

Cumps.
Roberto Simões
» CINEROAD - A Estrada do Cinema «

Roberto F. A. Simões disse...

O teu, perdão. O vosso!

Cumps.
Roberto Simões
» CINEROAD - A Estrada do Cinema «

Jorge Rodrigues disse...

Obrigado pelo elogio Roberto, até nos deixas sem jeito ;) Fazemos dia 24 um mês. Ainda somos bastante pequenos nesta blogosfera.

E agora bem sei que isto vai soar como retribuição mas não é nada disso, até porque já te disse no teu blogue... O teu CINEROAD é uma inspiração para os bloggers como nós que querem crescer no panorama nacional e fazer melhor a cada dia.

Tem uma atmosfera muito especial e adoro as tuas críticas (se bem que nem sempre concorde com elas :D)

Abraço e obrigado,

Jorge Rodrigues

Roberto F. A. Simões disse...

Obrigado ;) Espero que se mantenham assim sempre. Dá-me muito gosto, a mim que estou deste lado, ver que partilham e vivem o cinema com tamanho entusiasmo, assim como eu. Isso é raro, nesta blogosfera. Muitos começam a todo o gás, mas depois perdem força. O Dial P está a começar, assim sendo, com toda a pujança. Que continuem!

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD – A Estrada do Cinema

djamb disse...

Que óptima ideia para uma rubrica! :)
Christian Bale está, sem dúvida fenomenal. Conseguiu criar uma personagem de raíz de corpo e alma, ao ponto de acreditarmos em Trevor Reznik como um desdobramento da personalidade de Bale.

Dora disse...

Parabéns por esta rubrica!

O Trevor...não há palavras!

O Bale voltou a perder muito peso há pouco tempo por causa de um filme sobre pugilismo...vamos ver.

Joana Vaz disse...

É impressionante como Bale conseguiu criar este Trevor com todos os infindáveis pormenores. E esta perda de peso salienta-nos o que um excelente actor, como ele é, está disposto a fazer para tornar uma personagem o mais credível possível. Fantástico!

Óptima rubrica!:)

Jorge Rodrigues disse...

@djamb e @Joana Vaz, concordo convosco, é fantástica a interpretação e o sacrifício pessoal pelo papel.

Claro que gostava imenso que ele consegue papéis tão bom sem pôr em risco a saúde como ele põe, mas enfim...

E @Dora, perdeu sim muitos quilos para "The Fighter", de David O'Russell, um dos grandes candidatos aos Óscares deste ano. E engraçado que ele vai fazer o mesmo que fez em 2004-2005 e vai ter que ganhar aquela massa muscular toda de novo para o terceiro capítulo da saga Batman do Nolan.


Abraço e obrigado pelos comentários,

Jorge Rodrigues

DiogoF. disse...

Falamos todos no De Niro, mas isto que o Bale fez foi de uma entrega ainda mais inimaginável.

Mais uma excelente rubrica. Quero sublinhar as palavras do Roberto, dizendo que, para além da qualidade dos textos e da visão crítica, há que louvar este dinamismo e ritmo frenético.

Espero que continuem (pelo menos nas férias, ahah).

Jorge Rodrigues disse...

@DiogoF., pois o nosso plano é de continuar, mesmo depois das férias (claro que em época de exames será complicado estar muito presente na blogosfera mas essa é uma situação especial :P). Obrigado pelo apoio,

Jorge Rodrigues

Jorge disse...

Foi uma excelente escolha. E pessoalmente lembro-me sempre de De Niro quando referem aqui o trabalho de Bale. Antagónicos os personagens, mas de uma enorme dedicação em ambos os actores.

Aproveito e também dou-vos o incentivo para continuarem. Do melhor que tenho visto recentemente nesta blogosfera também.

abraços

Andreia Mandim disse...

Gostei muito desta nova rubrica, parabéns! Já tive uma do género. Acho que nunca vi esse filme na integral infelizmente, mas vou tratar de o fazer.

http://cinemaschallenge.blogspot.com/