Dial P for Popcorn: THE EXPENDABLES (2010)

terça-feira, 24 de agosto de 2010

THE EXPENDABLES (2010)


Sim, recomenda-se. Mas só para os fans da acção pura e (naturalmente) dura. Principalmente se esses fans tiverem como ídolo essa lenda chamada Sylvester Stallone. São 103 minutos de "pancada de criar bicho", com belas inovações (conto pelo menos 2 cenas em que fiquei surpreendido pela forma como Stallone deu a volta à situação), mas que conta com um argumento pobrezinho, diálogos (que em alguns momentos) nos dão pena e um desenrolar previsível.


Mas quem vai para o cinema ver um filme de Stallone, não vai certamente a pensar no argumento nem na qualidade dos diálogos. Eu pelo menos não fui. Nesses aspectos e depois de ver o último Rocky e o último Balboa, tinha as expectativas já niveladas por baixo e encontrava-me esclarecido. Quem entra naquela sala quer ver pancada, quer ver acção, quer ver sangue, quer ver os melhores artistas do ramo a fazerem aquilo em que se tornaram célebres. E nisso, o filme não desilude!




Com um elenco de luxo (vejam o Cartaz do filme), como nunca antes um filme de acção teve, Stallone deu asas à sua imaginação e realizou aquele que era certamente um sonho antigo.
A história resume-se em poucas palavras: Os mercenários são um grupo liderado por Barney Ross (Sylvester Stallone) e que conta com Lee Christmas (Jason Statham), Ying Yang (Jet Li), Toll Road (Randy Couture) e Hale Caesar (Terry Crews). O seu trabalho sujo, ficou conhecido por ser letal e eficaz. São contractados por um homem misterioso (Bruce Willis) para destruir o império construído por James Munroe (Eric Roberts) na ilha de Vilena a troco de 5 milhões de euros. Após se deslocar à ilha para uma primeira abordagem Barney fica impressionado com a dificuldade do trabalho que terá que realizar, mas a presença de Sanda (Giselle Itié), uma bela e misteriosa jovem, convence-o e este decide salvar não só a ilha, mas principalmente Sandra.
O resto meus caros, o resto é história.




Nota Final: B

Trailer:


Informações Adicionais:
Realização: Sylvester Stallone
Argumento: Sylvester Stallone
Ano: 2010
Duração 103 minutos

4 comentários:

Jorge Rodrigues disse...

Hmm, já esperava que tivesses tal opinião do filme, porque ele tem tido boas críticas.

Claro que não pode ser grande filme a nível de argumento e etc mas para quem gosta de acção e nada mais, deve ter satisfeito imenso.

Tenho que ver.

Abraço e boa crítica,

Jorge Rodrigues

P.S. - Ando a tentar postar quando chego à noite a casa. Ontem, foi às 6h. Que doido xD

João Samuel Neves disse...

Jorge, esta semana vou ter internet portanto vou aqui colocando algumas crónicas e portanto não precisas de te preocupar! ;)

Adorei a crónica do Charlie Kaufman! Abraço ;)

DiogoF. disse...

Não gosto do tipo de filme, não gosto do estilo, desses todos gosto de poucos actores. Vou ver, mas devo gostar muitíssimo pouco.

De qualquer forma, acredito que seja uma delícia para os fãs de acção.

Jorge Rodrigues disse...

@DiogoF., também tenho que ver. Espero ser surpreendido porque TODA A GENTE que conheço gostou do filme. Mesmo cinéfilos super snobs.

Veremos. Depois fico à espera de ver a tua opinião no teu blogue.

Obrigado pelo comentário,

Jorge Rodrigues