Dial P for Popcorn: O Cinema Numa Cena

quinta-feira, 19 de Agosto de 2010

O Cinema Numa Cena

Bem-vindos a mais uma rubrica semanal aqui no Dial P for Popcorn - "O Cinema Numa Cena" tenta mostrar as nuances de uma interpretação fora-de-série numa cena pivotal do seu filme. Estamos na quinta interpretação que analisamos e, continuando nesta década, vamos pegar em Heath Ledger como The Joker em "The Dark Knight" (2008).



Aliás, não sei como não comecei esta rubrica por ele. Adoro a interpretação. Considero-a uma das melhores interpretações da década e um dos raros exemplos de total imersão dentro do personagem. Heath Ledger estudou The Joker e conferiu-lhe uma voz peculiar, tiques curiosíssimos e todo um poder e uma presença que a antiga reencarnação da personagem, no "Batman" (1989) de Tim Burton, falhou em demonstrar. Tudo isto é obra de Ledger, um fantástico actor, algo que é passível de comprovarmos se virmos trabalhos anteriores em "I'm Not There" (2007), "Candy" (2006), "Brokeback Mountain" (2005) e "Monster's Ball" (2001). Nem precisamos de ir buscar exemplos mais rebuscados como "The Brothers Grimm" ou "10 Things I Hate About You". Digo, desde já, que até nem é a minha interpretação favorita de Ledger. Essa é a de "Brokeback Mountain". Ennis Del Mar é uma personagem completamente formada e com uma identidade e essência próprias, fruto da enorme performance de Ledger. Mas esta, de The Dark Knight, é a que mais se destaca. E percebe-se porquê. Pena que o tenhamos perdido tão cedo, pois este seria, muito provavelmente, o maior actor da sua geração e seria com certeza vencedor de vários prémios ao longo da sua carreira.



Fica a excelente cena em que ele interrompe uma festa e ameaça Rachel Dawes:

(com melhor qualidade de imagem aqui)
Deixo aqui o link de mais duas cenas: Cena 1; Cena 2 (com um dos melhores monólogos de sempre)

E aconselho vivamente o filme, como é óbvio. É um Nolan.

P.S. - Peço desde já desculpa por estar a antecipar alguns posts que seriam supostamente da semana que vem mas como vou estar uma semana fora, em princípio sem computador, vou colocar até Sábado o máximo que eu puder. Fica o aviso.

9 comentários:

djamb disse...

Para esta interpretação, e depois de um post destes, só tenho uma palavra: UAU! :)

Dora disse...

Fala-se do Joseph Gordon-Levit para o novo vilão...

Joana Vaz disse...

Uma fabulosa prestação juntamente com uma banda sonora incrível dá uma cena inesquecível!

E que personagem!
É a minha interpretação favorita de Ledger!

Roberto F. A. Simões disse...

Penso que sobre esta interpretação já foi tudo dito. Genial.

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD – A Estrada do Cinema

Jorge Rodrigues disse...

@djamb, @Joana Vaz e @Roberto F. A. Simões, é de facto uma interpretação dos diabos, não é? Acho-a tão potente... E tão catalisadora de um filme ao qual caso contrário faltaria um quê de especial.

@Dora, espero bem que seja ele o escolhido (e tem todo o ar de ser). É sem dúvida o actor da geração dele que mais excitação me causa, career-wise.


Abraço e obrigado pelos comentários,

Jorge Rodrigues
http://dialpforpopcorn.blogspot.com

DiogoF. disse...

Das melhores actuações dos últimos tempos, a melhor da década, talvez.

Uma grande perda. Concordo com o que dizes sobre o Levitt.

Loot disse...

Foi um dos maiores, deixávamos de o distinguir na tela para vermos apenas a personagem que interpretava.

Jorge disse...

É enorme esta prestação. Genial, genial mesmo. Um grande actor que se perdeu de facto. E fico a pensar, daqui a uns anos e com mais maturidade onde chegaria este Ledger. É uma pena.

abraço

Jorge Rodrigues disse...

@DiogoF., @Loot, @Jorge, precisamente, perdemos um dos grandes actores e um dos raros exemplos da indústria de maior dedicação ao trabalho do que aos escândalos da vida pessoal e dos papparazzi.

Abraço e obrigado pelos comentários,

Jorge Rodrigues
http://dialpforpopcorn.blogspot.com