Dial P for Popcorn: PERSONAGENS DA MINHA VIDA #6

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

PERSONAGENS DA MINHA VIDA #6


Bem-vindos à sexta edição de mais uma iniciativa do nosso blogue, Dial P For Popcorn. Esta rubrica, "Personagens da Minha Vida", conta com a participação de vários cinéfilos, sejam eles bloggers ou simplesmente amantes de cinema. Esperemos que participem, que comentem, que opinem e que isto corra bem.



"Se a minha vida fosse transportada para o ecrã, que personagem seria eu?"

O objectivo da rubrica é colocar as pessoas a pensar em personagens, tanto cinematográficas como televisivas, que partilhem características, sejam físicas ou psicológicas, com eles.

Vamos à sexta edição desta rubrica. Desde já agradeço ao PEDRO PONTE (Ante-Cinema) por ter aceite o meu convite.



- Personagens da Minha Vida #6 -




Deixo-vos agora com o Pedro, para que ele explique estas escolhas:



Em primeiro lugar devo dizer que este exercício, embora interessante e inteligente (reconhecermo-nos em personagens de que gostamos é algo perfeitamente normal e saudável), não me é propriamente fácil visto que sou péssimo a auto-julgar-me - apesar de ter mais facilidade em apontar defeitos que qualidades. Ainda assim, depois de pensar um pouco no assunto e de recorrer a alguns filmes/séries favoritos, cheguei a cinco personagens com as quais me identifico bastante e em relação às quais me considero, de certa forma, semelhante. A começar por Rob Gordon, de "High Fidelity", no qual me revejo imenso pela sua devoção a uma arte e pela forma como se refugia frequentemente nela, revelando também um incapacidade crónica para compreender o sexo feminino. Alvy Singer, a mítica criação de Woody Allen, porque nunca neguei identificar-me com o seu alter-ego neurótico e misantropo, apesar de este obviamente ir a um extremo do qual não me aproximo. Ferris Bueller, do clássico teen dos anos 80 de John Hughes, não tanto por quem sou hoje mas principalmente por me fazer lembrar uma versão adolescente de mim mesmo: rebelde, criativo e propício à revolta e a planos rebuscados e absurdos - mesmo que na sua própria imaginação. Bob Harris, de "Lost in Translation", por partilharmos tantos defeitos (solidão, alienação, insónia) e talvez por ver nele uma figura paternal peculiar. Por último, uma escolha muito especial em representação da TV, meio que também adoro (apesar de nunca se aproximar daquilo que o cinema representa para mim): Dale Cooper, o agente especial do FBI de "Twin Peaks". Apesar de não me achar de todo ao seu 'nível', revejo-me inteiramente nas suas idiossincrasias e maneirismos, no seu sentido de humor distinto e no seu gosto por uma "damn fine cup of coffee."



video
(vídeo no YouTube: EM BREVE)






E vocês, que Personagens vos definem?

9 comentários:

Sam disse...

Grandes personagens!

Não só o Pedro aka Bridge tem uns traços de personalidade cool, como agora vejo aqui um personagem que também se identificaria comigo. Depois, dir-vos-ei qual... :)

Tiago Ramos disse...

Excelentes escolhas mesmo, gosto bastante. Eu identifico-me especialmente com o Bob Harris. :)

Pedro Ponte disse...

Obrigado pelo feedback, Sam e Tiago! Fico contente por terem gostado. E por ter dado a entender esses tais "traços de personalidade cool", como dizes Sam. Não foi propositado, juro. :)

Abraços.

Jorge Rodrigues disse...

Finalmente, alguns comentários!

Primeiro, agradecer ao Pedro por ter aceite o convite e por mostrar total disponibilidade e colaboração.

Segundo, congratular estas escolhas. Interessantes e, como o Samuel diz, com uma aura COOL.

E terceiro, agradecer a lembrança de personagens imortais do cinema como o Ferris Bueller ou da televisão, como o Dale Cooper.

TWIN PEAKS rules!


Cumprimentos e obrigado pelos vossos comentários,

Jorge Rodrigues

Andreia Mandim disse...

Boas escolhas, e agora lembrei-me de um detalhe, que alguns do grupo de bloggers vão achar engraçado, parece que partilho uma característica com o Bob Harris, a insónia...por isso já desgosto um bocadinho menos de LiT.
Quanto a Twin Peaks, ainda estou em falta...tenho de arranjar tempo para aqueles episódios longuíssimos :/


http://cinemaschallenge.blogspot.com/

DiogoF. disse...

Ahahah gostei do Bill Murray !

Pedro Ponte disse...

Andreia, o Bob Harris é o epítome da 'coolness', mas se sofres da mesma aflição saberás tão bem como eu que as insónias não têm nada, mas mesmo nada de cool :) Ainda assim continuo a achar que deverias dar uma 2ª (ou 3ª, ou 4ª) oportunidade ao filme. :D

Obrigado a todos pelos comentários e, já agora, os meus agradecimentos ao Jorge e ao DPFP pelo convite. Gostei imenso de participar.

Beijos e abraços. ^^

Loot disse...

Temos uma escolha em comum ;)

O Bob Harris é grande sem dúvida, cool cool cool.

Jorge Rodrigues disse...

É verdade, o Bob Harris foi muito popular entre vocês todos! Não me surpreende, tendo em conta que a personagem é espantosa.

Obrigado pelos comentários e retribuo os elogios ao Pedro, que adorei ter como participante ;)

Jorge Rodrigues