Dial P for Popcorn: PERSONAGENS DA MINHA VIDA #8

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

PERSONAGENS DA MINHA VIDA #8


Bem-vindos à oitava edição de mais uma iniciativa do nosso blogue, Dial P For Popcorn. Esta rubrica, "Personagens da Minha Vida", conta com a participação de vários cinéfilos, sejam eles bloggers ou simplesmente amantes de cinema. Esperemos que participem, que comentem, que opinem e que isto corra bem.



"Se a minha vida fosse transportada para o ecrã, que personagem seria eu?"

O objectivo da rubrica é colocar as pessoas a pensar em personagens, tanto cinematográficas como televisivas, que partilhem características, sejam físicas ou psicológicas, com eles.

Vamos à OITAVA edição desta rubrica. 

Desde já agradeço ao ROBERTO SIMÕES (Cineroad) por ter aceite o meu convite.



- Personagens da Minha Vida #8 -




Passo a palavra ao Roberto, para que ele explique então as suas escolhas:



CHRIS MCCANDLESS, de Into the Wild (2007):
A coragem para me desprender de bens materiais e de percursos que potencialmente me frustrem ou prendem para abraçar e ficar-me pelo essencial. As pequenas coisas e sobretudo os sentimentos. Viver com verdade.




DR. GREGORY HOUSE, de HOUSE M.D.:
O mau feitio e a arrogância q.b. quando é preciso, sobretudo para me proteger e refugiar, escondendo a minha natureza. Aquele prazer especial em saber que irrito os outros, sendo do contra. Mas no final, lá tenho a minha razão.
HOWARD HUGHES, de The Aviator (2004):
O perfeccionismo. A ambição. E até a paranóia dos micróbios, que à data ainda não se intensificou tanto assim. Identifico-me, uma vez mais.






TYLER DURDEN, de Fight Club (1999):
A irreverência. O despudor. O desconcertante e o politicamente incorrecto. Sobretudo, a capacidade de me descortinar da hipocrisia e de me esbater com a verdade.
Identifico-me muito com a personagem do Pitt e julgo que aprendi muito com ela. É uma referência.



video

(vídeo no YouTube: EM BREVE)
E as PERSONAGENS voltam amanhã. Até lá... o que acham destas?


5 comentários:

Roberto Simões disse...

Penso que são as melhores escolhas, pelo menos são aquelas com as quais mais me identifico ;D

Obrigado pelo convite e parabéns pela dedicação. O vídeo contém excertos que me emocionaram e emocionam bastante, cada um à sua maneira. O do House já me fez rir ;D

Obrigado.

Cumps.
Roberto Simões
» CINEROAD - A Estrada do Cinema «

Tiago Ramos disse...

Interessantes escolhas! :D Lá está, no que diz respeito ao Christopher McCandless somos parecidos. Curioso também que aquilo que referes do Dr. House foi o que me levou a escolher o Sawyer e o Pato Donald. :P

E achei mesmo curiosíssima a escolha do Hughes!

Gostei bastante! :)

Jorge Rodrigues disse...

Como já disse no anúncio no Facebook, também o digo aqui: acho curiosíssimo o amor de vários de vocês ao Tyler Durden. Compreendo-o, também.

O Christopher McCandless é também uma bela escolha. Queria ter encontrado outra cena que não a leitura do poema mas como tinha colocado no Tiago uma das grandes cenas do filme, tinha que te colocar a ti também uma igual. Saiu esta.

Do House havia imenso a dizer. Nem sei como me fui esquecer dele, tendo em conta que eu e ele também somos parecidíssimos e não tem nad a ver com a rabugice.

E, finalmente, a escolha que mais interesse me despertou: o Howard Hughes, que ainda não tinha aparecido. Gostei.


Aliás, uma excelente lista, no cômputo de tudo.

Obrigado por teres aceite, Roberto!

Jorge Rodrigues

DiogoF. disse...

Como sempre, muito interessante. Aquela com a qual me identifico é o Hughes, pela questão da ambição.

Estava a ver que ninguém escolhia o Greg e se revelava incrivelmente arrogante ahahah

Andreia Mandim disse...

Gostei bastante das escolhas...também me identifico com a do Aviator, esqueci-me na altura se não seria uma das minhas opções. O Dr. house também tenho algumas semelhanças, principalmente nos meus piores dias... A do Tyler é a que temos em comum, acho que é uma personagem riquíssima a nível comportamental no mundo do cinema, cuja atitude contra-cultura me causa uma empatia extrema!

Parabéns pelas escolhas, e ainda bem que existem assim tantos Tyler Durdens e menos "macacos espaciais" do que eu pensava :)

http://cinemaschallenge.blogspot.com/